Para refletir

Para refletir

Comentários0

Em algum momento de minha vida, ouvi uma palestra sobre família e o palestrante dizia que ” Toda Família tem começo, meio e fim”. Espantei a princípio, mas depois na continuidade da palestra pude perceber que o sentido que ele queria dar as estas palavras era a experiência que cada um de nós tem ao conviver na Família do Pais, dos Avós, dos Sogros e futuramente dos  Filhos, separadamente.

De nossa família teremos apenas a experiência da família que criarmos. Das outras famílias que nos cercam, a experiência boa ou ruim que formará o nosso caráter.

Pensando desta forma, hoje podemos perceber por que é que tantos especialistas dizem que a instituição familiar esta em declínio. Pois as pessoas mais importantes de cada família estão perdendo os vínculos afetivos com muita facilidade, ou por excesso de pressão ou, pela falta dela.

A família, duas pessoas, será o modo com o qual a humanidade irá dar continuidade a vida. Família deveria ter um sentido mais amplo, assim ao olharmos um casal, não ver apenas duas pessoas apaixonadas, mas a perpetuação da espécie humana. Esta é a importância das palavras daquela palestra. Muitas sociedades antigas e modernas se mostraram intolerantes com as famílias, tentaram até destruir este conceito, mas, assim como temos as nossas necessidades mais básicas como comer, beber e dormir incutidas em nosso DNA, temos também a família como uma dos elos desta cadeia hereditária. Já se nasce família, e família não se ensina, se aprende.

Estranho? Confuso? O conceito de família é bem simples: Duas pessoas que se unem pelos laços afetivos e pelo Amor para promoverem o bem estar dos membros originários desta união e dos outros membros que convivem ou conviverão com estes dois seres. O conceito mais simplista e honesto que eu conheço. Quer destruir uma família? Destrua um casal.

Os pais, os avós, os filhos e todos os outros que irão conviver com o casal, todos, sem exceção, vão sentir os reflexos.

Este núcleo, esta célula famíliar é de vital importancia na sequência de familias que virão após e como agora compreendo. Começo, meio e fim.E o fim é primordial na sequência das famílias.

A genealogia estuda a Família que é  formada pelas famílias.

Deixamos a familia de nossos pais para formar a nossa família, mas guardamos o que aprendemos no curto contato que tivemos com estes entes queridos. Somos parentes, somos família na linhagem familiar. Seremos parentes algum dia, para os filhos, netos e suas escolhas amorosas. Seremos lembrança, e por isto, independente do que pensamos ou fazemos, estamos formando a nova geração.  É o básico.

Hoje, muitas pessoas nem param para pensar na responsabilidade de se constituir família, outros pensam ser apenas uma instituição social, com tradições a serem seguidas, mas poucos ainda preservam a família como o instrumento para se transmitir o pensamento dos antepassados, os nossos pensamentos presentes e eternizar nos filhos e netos a sequência do carater de nossa linhagem.

Nas muitas árvores genealógicas que eu conheço, em cada par de perfis sempre existe a possibilidade de romper elos, mas também existe a possibilidade de fortalecimento e de continuidade. Não fazemos árvores genealógicas para mostrar para os antepassados, fazemos árvores genealógicas para mostrar para os netos. No Dia da Família, nossa equipe deseja que a sólida estrutura adquirida pelos seus antepassados, nos exemplos e lutas , mostrem a seus filhos e netos os mesmos exemplos que você enxerga e adota.

O Dia Nacional da Família foi instituido no Brasil pelo Decreto nº 52.748, de 1963

O Dia Internacional da Família é comemorado por resolução da ONU em 1994 no dia 15 de maio de cada ano.

A Comunidade Católica comemora hoje o Dia de Nossa Senhora da Conceição.

Мarcadores: ,

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado