1    nov 20100 Comentário

“Você é o meu sonho…”

Nossa companheira Ania Rivera escreveu hoje um blog que caiu como uma luva em mim, parece ter sido feito sob medida.

Eu pensava  no meu pai. Afinal é época de pensarmos sobre os que se foram.

Lembrava-me de algumas passagens que tivemos juntos e não sei se estava triste ou contente. Estas coisas que a lembrança confunde em nossa cabeça. Ao ler o texto, lembrei-me de uma frase: "Você é meu sonho, eu sou a tua experiência".

Esta frase ficou marcada em mim, pois foi uma passagem muito significativa no relacionamento entre eu e meu pai. Lembro-me, e eu era bem pequenino, em uma daquelas imagens que se guarda em algum lugar da memória, onde não se explica o porque é que elas duram por tanto tempo. Lembro-me que meu pai me levou para ver uma festa na cidade.

Sempre que me lembro de meu pai, e tento me ver como criança, esta imagem vem a minha cabeça.

Era noite e ele havia me dito que ocorreria uma queima de fogos, em uma grande festa.  Ele me colocou na bicicleta,  o veículo da época, no banquinho, um daqueles com suporte para os pézinhos e preso ao guidom. Lembro-me da alegria que eu ia, e mesmo que a bicicleta rolassem pelo  chão, meus olhos estavam pregados no céu, para ver os fogos. Ele procurou um lugar afastado, eu não entendi, pois a festa estava longe dali, muitas pessoas andavam rápido na direção da festa. Eu na minha infantilidade, pensei que iriamos perder alguma coisa, ou a coisa toda. Foi quando ele me falou esta frase que eu já coloquei no texto: "Você é meu sonho, eu sou a tua experência". Se eram estas as palavras, isto eu não me lembro tão bem, mas o significado foi muito claro para mim na época. Subimos em um lugar alto e afastado da festa, ele apoiou a bicicleta em algum lugar, sentamos no chão, ou na grama, e então... O céu se encheu de luzes, de sons, de cores. Ele tinha escolhido o melhor lugar para vermos os fogos. Lembro-me claramente que ele ria dos gritos que eu dava acompanhando os rojões. Foi mágico.

Os fogos foram rápidos, mas a memória já dura a muito tempo.

Naquela noite eu experimentei, e talvez seja por isto que marcou tanto, a confiança em meu pai.

Minha memória revivida, foi um pedido de Ania em seu blog. Eu tenho uma história, e por mais curta que ela seja, é uma história.

No blog em Espanhol, que agora eu copio para que você também possa se lembrar de algumas histórias de sua vida,  mostra  uma fantástica aventura vivida por pai e filho, uma jornada rumo ao espaço.

Texto de Annia...

Luke Geissbuhler vive em Nova York e tem um filho de 7 anos. Juntos prepararam por 8 meses um balão meteorológico com uma câmera de alta definição presa a ele. O objetivo dos dois? Gravar a trajetória do balão até a estratosfera.

Juntos planejaram por meses a melhor forma para o projeto funcionasse e realizaram várias provas. Incorporaram um paraquedas para moderar a velocidade da caída, uma vez que, o balão atingiria a estratosfera e explodiria. Incorporaram também um iPhone para poderem localizá-lo quando caisse na terra.

Luke e seu filho soltaram o balão e depois de 70 minutos ele explodiu e caiu em uma árvore a 50 quilômetros de onde estavam. O resultado desta emocionante aventura é um belo vídeo da Terra. que convidamos você a assistir.


As relações em família são os laços mais importantes da vida de todas as pessoas. Pais e filhos convivem em uma experiência única que pode fazer toda a diferença. Juntos podem fazer projetos incríveis que serão recordados no tempo por várias gerações em contos e histórias familiares. ...

(Gracias Ania).

Você tem alguma história semelhante para partilhar conosco? Escreva em nosso comentário.

Fuente: www.abadiadigital.com

Comentários (0) Trackbacks (0)

Sem comentários


Deixe um comentário

Enviar

Deixe um comentário
Insire um nome
Por favor introduza um endereço de email

Sem trackbacks

Sobre nós  |  Entre em contato conosco  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados